Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Mundo dos Piratas

'And now here is my secret, a very simple secret: It is only with the heart that one can see rightly; what is essential is invisible to the eye', in Le Petite Prince

O Mundo dos Piratas

'And now here is my secret, a very simple secret: It is only with the heart that one can see rightly; what is essential is invisible to the eye', in Le Petite Prince

Pre-Kindergarten #8 - Fim do ano

Fim de Ano.jpg

Resumo deste 'ano':

Como já disse estes três meses de remote learning (de escola remota) foram muito desafiantes para todos nós!

A começar por termos que vos explicar que não iriam mais à escola mas que iam continuar com a escola pelo computador.

As vossas aulas ou como as conhecem, as meetings, que começaram no Zoom, com uma aula de manhã e uma aula de tarde, para cada um; 

Que depois passaram para o Google Meet, porque o Zoom estava com problemas de segurança e sendo estas chamadas com imagens de crianças todo o cuidado é pouco;

Depois passaram a ter uma aula diária alternando semanalmente o horário das mesmas. Tu, Jake, numa semana estavas na aula das 8h30 da manhã e na semana a seguir estavas à 1h45 da tarde. Tu, Liam, estavas na aula da manhã, às 10h, mas as tuas professoras sempre disseram que quem quisesse podia aparecer também na aula da tarde, das 2h15, que todos seriam bem vindos!

A Mamã teve de aprender também os 'meandros' do Google classroom, outra aplicação que desconhecia profundamente, mas que era aqui que as professoras colocavam os trabalhos de casa, materiais de apoio aos pais, vídeos de leitura de livros, onde marcámos as vossas presenças diárias, etc...

Entretanto os problemas de segurança foram ultrapassados e voltámos ao Zoom!

As vossas aulas eram um pouco diferentes! Ainda que estivessem a abordar os mesmos temas a forma como as vossas professoras os tratavam eram um pouco diferentes!

A tua professora, Jake, manteve um pouco a estrutura de quando iam para a escola. Para todos os dias ela elegeu os 'ajudantes da professora' que diziam a todos como estava o tempo e diziam o pledge of allegiance (a promessa de lealdade à bandeira. Isto é discutível e a nós muito estranho, mas é a prática da maioria das escolas aqui, que o devem fazer em pé e de mão direita ao peito! Há crianças que fazem, quem não o faça, quem o saiba de cor e quem não saiba! E agora ninguém vos obriga a sabê-lo, daqui para a frente, não sei...). Tu Jake comendo uma palavra ou outra (ainda na tua fala por vezes meio confusa) sabes a lengalenga de cor. 

A tua turma, Liam, não fizeram, enquanto em escola remota, nenhum destes rituais que faziam na escola presencial.

Ambas as turmas, mostravam um vídeo relativo ao tema ou liam determinado livro e depois faziam perguntas. A professora do Jake fazia a pergunta a todos e quem quisesse responder levantava a mão, quem não quisesse não respondia. A Ms H., Liam, ia um a um, por ordem de entrada na aula, fazer a mesma pergunta. Aproveitava e conversava com vocês um a um, pondo-vos à vontade, perguntava como estavam, o que tinham feito no dia anterior, se queriam dizer/partilhar alguma coisa. Havia quem não estava preparado para falar, ela prosseguia para o próximo e esperava que vocês se sentissem preparados para falar com ela! 

Por isso as tuas aulas, Liam, eram sempre muito mais longas (começavam às 10h e muitas vezes terminavam perto das 11h) e as tuas Jake, eram sempre mais certas e acabavam nos 30min que estavam estipulados para a aula. 

Ambos participaram em 99% das aulas sempre que vos era colocada a pergunta ou por vossa iniciativa!

Ambos os métodos têm as suas vantagens e desvantagens e vocês estando habituados a cada uma das vossas professoras não estranharam nenhum dos métodos. A vossa grande vantagem é que na maioria das aulas ambos assistiam à aula um do outro pelo que eu conseguia chamar a vossa atenção para a aula e fazer as mesmas perguntas que estavam a ser feitas ao que não estava presente na aula! Aliás muitas das vezes como vocês apareciam na imagem um do outro, a Ms H., chegou a fazer a mesma pergunta ao Jake, para que ele não se sentisse excluído já que estava 'presente' na aula...

Manter o controlo nos trabalhos que vos eram enviados, com os que faziam, com os que eu tinha que tirar foto e enviar para as professoras no Google classroom é que me dava cabo dos neurónios! Tive que desde o início apontar individualmente e diariamente os trabalhos que vos iam sendo enviados para que pudesse controlar porque de outra forma perdia o fio à meada com tanta coisa recebida! 

Worksheet.jpg

Não fizeram todos os trabalhos da lista! Mas fizeram 90%! Houve uns que entregámos fora de prazo, mas entregámos! E tentei que não os fizessem só por fazer, para cumprir 'calendário'. Se vi que vocês não estavam interessados ou que não estavam a tirar proveito deles não os enviava à professora. Porque se a professora depois vos fizesse alguma pergunta sobre eles vocês não saberiam responder. E não é o número de trabalhos que era importante mas sim o proveito que tiravam dos mesmos!

Fui muito rigorosa na vossa presença em todas as aulas (vestidos e de pequeno-almoço ou almoço tomados), em cumprirmos o máximo de matéria e trabalhos possíveis, na leitura de todos os livros recebidos e que percebessem todos os passos que estavam a ser tomados. 

Tudo isto para vosso próprio benefício, para o vosso curriculum, para que comecem a ter algum sentido de responsabilidade. Muita dor de cabeça me deu, deixou-me em lágrimas algumas vezes, que me deu mais cabelos brancos, me fez pensar e repensar várias vezes os meus métodos e a rotina que vos tinha criado, que apesar de todos os "apesares" não tenho muita paciência para o ensino, mas que é minha obrigação ser também educadora... Mas agora que o ano acabou é um orgulho ouvir os elogios das professoras do vosso percurso neste ano, do trabalho que fizeram e alcançaram nestes três meses de escola remota e claro que pelo agradecerem também aos pais que estiveram em equipa com elas a fazerem de professores (além de todas as outras profissões acumuladas!).

Ter os dois na mesma mesa a fazer trabalhos diferentes.... a chamarem-me ao mesmo tempo... a pedirem ajuda ao mesmo tempo.... eu respondia a um e o outro pensava que era para ele... as birras que faziam porque não lhes apetecia desenhar o que estava a ser proposto mas um qualquer animal ou um qualquer carro de polícia... porque desmotivavam (e choravam) quando na vossa cabeça tinham uma imagem mas no papel saía outra... tentar fazer jogos com vocês para que não se chateassem com o trabalho de casa que tinham que fazer, inventar histórias e 50 maneiras diferentes para não amuarem quando os dois queriam o mesmo lápis mesmo havendo dois iguais... subornar-vos com o ipad ou chupa-chupas ou desenhos animados... quando não concordavam com o que vos dizia saíam disparados, a chorar ou não, para o colo do Dada (estivesse ele em vídeo-chamada ou não)... 

Mas as diferenças desde setembro 2019 até agora são enormes! As diferenças entre Março (quando esta pandemia começou e ficaram obrigados a ter aulas remotas) e agora, são muito grandes também! 

A tua caligrafia, Liam, melhorou. Os teus desenhos, Jake, também. Conseguiram ultrapassar a dificuldade de ambos em saltar do 12 para o 14 e agora até contam até 100 quase sem ajudas... conhecem bem as letras... e começam a querer saber ler... 

Liam.jpg

Jake.jpg

Pre-Kindergarten, que será o que em Portugal conhecemos como infantário/pré-escola acho que é um pouco diferente do que me lembro de Portugal. Não me lembro da exigência tão vincada, aos 4 anos, de ter de saber as letras, os números, de iniciar a leitura... Se os miúdos souberem e aprenderem tanto melhor, mas se chegarem à primeira classe sem saber ler estão assim 'tão atrás'?? Não estávamos à espera que fosse um regabofe total, mas quando no natal passado informamos a escola que íamos de férias a Portugal e que vocês iam faltar mais dias do que aqueles que a escola estaria fechada de período natalício levantaram o sobrolho e quiseram saber exactamente quantos dias vocês iam estar fora e quiseram cópias dos bilhetes de avião...! São muito restritos nas presenças e queriam que todos os alunos tivessem uma percentagem de 95% de assiduidade! 

Ou seja, sendo o ano dos 4 anos, de introdução à escola e ao processo de educação, com muita brincadeira mas também teve muito trabalho e actividades em que foi sendo exigido um rigor que só esperava na escola primária! Todo o horário desde que entravam na escola de manhã, passando por todas as actividades bem definidas ao longo do dia, até saírem à mesma hora que todos os restantes anos escolares, às 2h30 da tarde, foi algo que fomos aprendendo ao longo deste ano!

Tanto pode ser benéfico, como vos causar adversidade à escola por vos tirar tempo de brincadeira. Por isso cabe-nos a nós e à escola tentar encontrar um meio termo no meio disto tudo... e isto tudo numa escola pública... fico a pensar qual será o rigor em algumas escolas privadas que são por norma mais exigentes!...

Disse ao Dada que apesar de todas as dificuldades nestes 3 meses, nem tudo nesta pandemia foi mau, porque tive os métodos e ferramentas certas para vos ensinar e ter o tempo, que na escola as vossas professoras não teriam por razões óbvias, para estar com cada um de vocês! E por isso mesmo, acho que vocês conseguiram evoluir tanto (talvez um pouco mais do que esperávamos a esta altura!). Ainda foi sendo possível pedir a um de vocês para ir brincar para outra divisão da casa para eu me poder focar no outro e vocês não se distraírem com o que o outro estava a brincar ao vosso lado! E esta atenção de 1 para 1 acho que foi vital para ti, Liam...

Ter, ainda assim, o tempo para vos ouvir, para vos explicar, para esclarecer devidamente as dúvidas, exemplificar com desenhos e rabiscos!

A vossa à vontade nas chamadas, sem qualquer vergonha de falar e partilhar o que vos ia na ideia, respondendo às questões que vos eram colocadas, vendo o nosso ar de felicidade ao ver que as professoras ficavam contentes com as vossas partilhas de trabalhos ou só conversa deixava-vos orgulhosos!

Gravei quase todas as vossas participações por mais tontas que fossem para que o Dada pudesse acompanhar as vossas aulas, porque como ele estava quase sempre em chamada poucas foram as aulas a que ele pode assistir! 

Por agora arquivamos os trabalhos... descansamos... e aguardamos que o próximo ano possa ser tão proveitoso quanto este foi...

E uma coisa é certa a Mamã e o Dada estão muito muito orgulhosos de vocês....!!! A Mamã está orgulhosa dela mesma... E acho que o Dada está orgulhoso de nós os três... E vocês devem ficar MUITO orgulhosos em vocês mesmos!